05 abril, 2017

Fim de semana longo...

 Não, não tive um fim de semana de três ou quatro dias como o título transparece mas para mim o fim de semana foi interminável apenas por ter saído na 6a à noite. Basta fazer isto e parecem já umas mini férias.


Saí do trabalho a horas decentes na passada 6ª Feira e os efeitos da mudança da hora aliados ao bom tempo que se vai fazendo sentir são bem visíveis. Ainda que rasante, o sol ainda se fazia sentir na praça do Rossio e como tinha tempo mais que suficiente até a minha mulher chegar para irmos jantar, desenhei lentamente ao mesmo tempo que ia saboreando o final de tarde até que acabei o esquisso já em plena noite. Em vez de pintar o desenho com as cores existentes no final, pintei com as cores que existiam quando o comecei e que me fizeram puxar do caderno. 

I got out from work in time last friday and we could see the effects of the Summer Time. The sun was still setting but was making a stand in Rossio Square and since I had plenty of time left until dinner with my wife, I started sketching in an unusual slow pace until nightfall. Instead of painting this sketch with night colours, I choose to paint with the colours that were at the begining of the sketch, the ones that make me pick up my sketchbook in the first place.  


Antes de jantar num desses novos pseudo-cafés / bar meio retro que tomaram a cidade de assalto aos quais eu não acho grande piada, por muito "giros" que sejam, (prefiro tascas a sério, à antiga) ainda tive tempo de contemplar com saudades dos tempos de juventude, uma das igrejas mais bonitas de Lisboa, especialmente à noite, a lendária Igreja de Santo Estevão, palco de tantos ensaios acústicos da minha banda da altura. As luzes das cidades da margem Sul brilhavam numa linha continua constituída por pontinhos brancos que pareciam dizer: "estamos aqui também, o Tejo não é só Lisboa!" E eu fiz-lhes a vontade.

Before dinner in one of those retro bars/cafe that are storming the city I had time to sketch one of Lisbon's finest churches, Santo Estêvão in Alfama at the same time I was remembering the old days when me and my band mates sat by it's main door and gave dozens of acoustic performances just for fun. The city lights on the south bank were all lined up and seemed to say : "We are here too, Tagus River is not only about Lisbon!" And so I answered their call.  


Já no dia seguinte após um almoço inesperado com amigos que raramente vejo devido à distância, fomos fazer uma surpresa à minha irmã e aparecemos para jantar e ver o clássico. Da janela da sala víamos o sol a dourar o betão da Ramada / Odivelas, bem como o palco principal do clássico no fundo. Pensei em desenhar o estádio da Luz mas achei melhor não porque podia dar azar... Bem que podia tê-lo feito. 

Next day , after an unexpected lunch with some good friends that I haven't seen for a long time, me and my family went to my sisters for dinner and watch the big game Benfica-Porto, crucial one for both teams. From my sister's home we could see the golden concrete of Odivelas as well as the Luz Stadium at the distance. I thought to sketch it at first but I chose not to, it could bring Benfica bad luck... Well, the game ended in a draw so I could have done it... 


No Domingo, após um passeio matinal no parque desportivo do Jamor, foi tempo de comprar uns frangos e almoçar junto à praia em Paço de Arcos, junto à outrora famosa curva do Mónaco na marginal que cada vez mais parece uma autoestrada que atravessa concelhos que passam a vida a proclamar que cada vez há mais espaços para andar a pé à beira-mar. Deve ser porque nunca andaram a pé nos passeios da Av. marginal.

Sunday, after a morning walk near National Stadium Park, we went to Paço de Arcos beachfront to have some lunch next to the once famous Monaco turn, due to the famous restaurant sitting there that is now in ruins. 

Sem comentários:

Enviar um comentário