25 novembro, 2016

Rua do Regedor


Desta vez, fui desenhar para a rua do Regedor, para uma modesta esplanada que tinha esta vista. Fui na companhia do Pedro Loureiro e do Tomás Reis para o habitual café depois de almoço e já que nos encontrávamos tão bem instalados, porque não um desenho? Desta feita resolvi acabar com os blocos de folhas soltas que tenho por casa e para tal arranjei esta base de cartão e duas molas que me permitem desenhar como se ainda estivesse a usar o meu habitual A5 Panorâmico.  Para uma futura exposição. é bem mais fácil a montagem e quem sabe, a futura venda...

Today I went to Rua do Regedor for my daily sketch in the good company of Pedro Loureiro and Tomás Reis. Tired of notebooks stacking up in my house, I decided to end that and start to sketch in loose sheets joined together with clamps in a rigid cardboard that resembles my usual landscape sketchbook. This way becomes much easier to assemble an exhibition of my futures sketches and maybe, sell a few... 



Estas folhas são Fabriano Accademia 200g/m², que conheço muito bem dos Cadernos Venezia, que apesar de não serem as ideais para aguarela, gosto bastante da forma como a agua se espalha e das manchas resultantes.

These are Fabriano Accademia 200gsm paper sheets that I know all too well from using the Venezia Book. This is not the perfect watercolour paper but I allways loved how the watercolour lays. 


E aqui, o resultado final tal como está na folha. Sempre que desenho em cadernos, ao contrário do que a maioria dos aguarelistas fazem, nunca uso a folha na sua totalidade. O espaço em branco tem sempre grande destaque em todos os meus desenhos. 

Here's the final result just as it is on the paper. I tend to leave a great deal of white space on my sketches. 

Sem comentários:

Enviar um comentário